Onde te encontras?

Te encontras em uma de tuas construções. Em um sonho.

Onde te encontras?

Te encontras em uma de tuas construções. Em um sonho.

Tudo não passa de uma pincelada de tua imaginação.

Se o tomas como teu mundo real, assim será, simplesmente porque tens uma linearidade temporal, a qual tu mesmo creaste.

Se te fixares, enquanto adormecido, os sonhos, observados lá de dentro, são também realidades indistinguíveis das realidades que crês encontrar-te neste momento e só diferem dessa, quando os analisas do ponto de vista de uma situação desperta.

Mas nada é real, exceto o que podes chamar de tu mesmo, o que observa, o que sente, o que escuta por trás dos pensamentos que crês serem teus, mas que não passam de programas em tua mente, em teu corpo e, a causa de estarem aí, não são mais do que as experiências que tiveste, as quais, foram programadas, da mesma forma que o corpo reaje ao que chamamos de estímulos.

O que chamas de corpo físico, simplesmente é a manifestação de teu inconsciente, ou o resultado deste. Em última instância, não és mais do que consciência e o que digo tem sido comprovado empíricamente e é um fato aceitado entre nós.

O que pensas, constrói tua realidade, o mundo externo é somente um espelho, tu és teu mundo e, se o compartilhas com outras pessoas, é porque acordaste ver o mundo externo, o qual não existe como tal, de forma similar. Entretanto, é certo que nínguém o contemplará da mesma maneira.

Não obstante, a razão de outras pessoas terem escolhido observar o mundo exterior, de maneira similar a tua, é porque são também espelhos teus, versões alternativas de ti próprio. Inclusive, isso se sucedeu em tuas vidas passadas. Isso sempre se repete.

Na realidade, não existem pessoas diferentes. As que crês, diferem de ti em sua forma de pensar ou agir porque, do ponto de vista de tua atual encarnação, e sob uma visão linear, que na realidade não existe, estão separadas de tua encarnação presente, e tu avançaste em consciência desde que foste eles, mas todos eles são tu.

Da mesma maneira, podem haver pessoas, as quais serás em um futuro, e de igual forma, agora não poderias compreender seu modo de atuar, porque ainda não chegaste a esse nível de consciência.

Se nos ativermos do ponto de vista científico, o mundo que chamas de exterior, é o resultado de uma interação de frequências. O que se sucede, em realidade, é que estás criando, com tua consciência, um harmônico, que modifica tua frequência, a qual possui um comprimento de onda, que se somará à coletiva, o qual o resultado final, será o mundo que percebes.

Por Swaruu de Erra.

Sinceros desejos de Ascensão
Conscendo Sodalitas