666, Wesa e Ascensão

Um Futuro Promissor


Saudações aos fráteres e sórores da Conscendo,

Na realidade atual, é difícil aceitar com naturalidade a verdade sobre nosso universo, uma vez que fomos submetidos repetidamente, durante milhares de anos, a um nefasto condicionamento mental, principiado pelo apagamento de nossas memórias ancestrais, seguido por uma doutrinação fantasiosa, inverídica, negativamente triada.

O uso de nossa intuição foi bloqueado, com o enclausuramento do chackra coronário e, consequentemente, da pituitária, tendo igualmente coibida a maior parte da potencialidade de nosso chakra do coração. Criaram vários nós de bloqueio no nadi Sushumna, o canal destinado a conduzir Kundalini, a serpente flamígera ou "Mãe do Mundo", ascendentemente pela coluna vertebral. A subida natural de Kundalini leva a ativação dos nossos chackras. Por conta disso Kundalini mantém-se enrolado, enclausurado, no nosso chackra mais inferior, o básico ou Muladhara. Os chackras plenamente funcionantes, por meio da livre circulação de Kundalini, não são atributos de santidade, são apenas um dom natural, que nos foi tirado compulsoriamente. Seria como se começassem a nos manipular geneticamente, para que a descendência só pudesse ver em preto e branco, ou para que as próximas gerações nascessem todas surdas. Talvez, a futura geração, nessa imaginária humanidade geneticamente manipulada, atribuísse santidade àqueles capazes de ver em cores ou que pudessem ouvir.

Com o bloqueio dos nossos chackras, perdemos o contato multidimensional, que nos era peculiar. Hoje em dia, mesmo os que conseguem realizar viagens astrais conscientes, só o fazem em seus níveis mais baixos, por conta das barreiras impostas pelo 4D fantasma.

Gaia, na 7D, e sua manifestação mais densificada na 5D, Tara, foram criadas originalmente pelas Raças Fundadoras Guardiãs, para ser um repositório genético universal, habitado por uma estirpe angélica que se expressava por meio de um DNA de 12 fitas, denominado DNA Sol Diamante. Os Gaianos possuiam um corpo multidimensional cristalino, baseado em silício, capaz de mudar o foco de atenção para qualquer umas das 12 dimensões inferiores, sem sofrer qualquer dano em suas estruturas moleculares. Muitos cientistas negam a possibilidade de existirem formas de vida baseadas em silício, porquanto alegam serem as moléculas desse átomo incapazes de formar cadeias extensas, como fazem as baseadas no carbono, bem como realçam a dificuldade de se eliminar o oxigênio em sua combinação com o silício, uma vez que o dióxido de carbono é um gás, enquanto o dióxido de silício é um sólido. O que ignoram é que o que parece improvável nesta densidade, é sumamente possível e até preferível e vantajoso, em realidades menos densas, onde se fazem presentes outros tipos completamente diferentes de metabolismo e de estados da matéria.

Corpos de silício tem vibração cristalina, mais sutil, sendo muito mais compatíveis com densidades e dimensões mais etéreas do que o carbono, facilitando o trânsito do ser entre as multidimensões.

Sabemos que durante os rituais satânicos, onde o sangue humano é derramado, portais escuros são abertos, pelos quais entidades tenebrosas, de outros universos, podem adentrar a nossa realidade e nela permanecer. Tratam-se de seres vampirescos, parasitários, mesclados com inteligência artificial, sem vínculo com o Pai, que só subsistem por meio da energia extraída dos Fractais reais. Como tem caráter vibracional extremamente baixo, o alimento que lhes dá vida são, igualmente, energias de baixa frequência, conseguidas através da promoção de sofrimento, medo e dor nas populações exploradas.

Com o advento das guerras elétricas na 5D orgânica e a consequente destruição de diversos planetas no sistema de Lyra, pelos Dracos invasores, criou-se uma desmedida negatividade, originada pelo terror e frustração de avançadíssimas civilizações que, após a destruição de seus lares e sociedade, que se baseavam em milhões de anos de evolução, se retrairam em uma coletividade de energias deletérias potentíssimas. Compara-se a um ritual satânico, só que de proporções galácticas, fato que propiciou a abertura de um portal de energia escura, que permitiu a entrada de seres superlativamente negativados, oriundos de um outro universo, um sistema parasitário, sem ligação com a Fonte, denominado Wesa, ou Wesadak.

Não vamos repetir aqui o que já foi dito no último texto (ou vídeo) mas, resumidamente, essas guerras se estenderam até Tara e Tiamat, resultando na destruição total desse último, como também de grande parte de Tara.

Querem saber o significado do número 666? Trata-se do número da escravidão, do desequilíbrio para o negativo, do domínio do mal sobre o bem, do carbono, com seus 6 nêutrons, 6 prótons e 6 elétrons... se relaciona também com a matrix na qual foi criada a paradoxal realidade holográfica da Terra, onde os habitantes são aprisionados pelas limitações dos corpos baseados no carbono, de vibrações mais grosseiras e restritivas, bem como com a supressão de 10 das nossas 12 fitas originais de DNA. Tem relação também com o sol negro de nossa matrix-fantasma, Saturno, onde se localiza uma das entidades negativas diretoras de Bourgha, que controlava e dirigia os destinos da Terra. No polo norte de Saturno pode-se visualizar um perfeito hexágono. O hexágono tem seis lados e nada mais é do que um cubo planificado no 2D e o cubo tem seis faces. Por isso os satanistas adoram em seus cultos o sol negro e o cubo, como também fazem os ingênuos adorarem, da mesma maneira, essas figuras, sem saber que cultuam e doam energia para entidades horrípilas. Por isso o conhecimento da verdade é tão importante, pois é um escudo.

Após a invasão de nosso universo orgânico pelas entidades de Wesa, o que resumidamente, aconteceu foi a criação de um universo-fantasma, cópia do original orgânico, inversamente e negativamente direcionado, de forma que o fractal, ali aprisionado, teve sua ascensão bloqueada, mudando sua linha temporal ascencional para uma reversa, direcionando-o para um passado regressivo.

Várias das almas, traumatizadas por aqueles conflitos, foram capturadas por essa matrix regressiva e, posteriormente, bilhões de outros fractais que nem mesmo haviam participado da catástrofe, sendo dois métodos utilizados no intento, a mentira para capturar os ingênuos e o estímulo de baixa frequência, para aprisionar os cobiçosos.

Uma matrix-fantasma não é auto-suficiente e tem um caráter sumamente parasitário, uma vez que é dirigido por entidades sem ligação com a fonte, mescladas com inteligência artificial avançada. O que fazem é aproveitar grandes tragédias, como a acontecida em Lyra, e fazer uso do portal interdimensional aberto, para se infiltrar e capturar os vulneráveis. Todas as energias negativas de medo, sofrimento, revolta, ira e similares, alimentada pelas entidades regressivas, diretoras desses sistemas, é então canalizada para as realidades não auto-sustentadas, a fim de prolongar suas existências. O canal chupim, que se encarregava de direcionar essas energias para o universo Wesa, era denominado Túnel Typhon.

Criou-se um universo tão negativado e tão complexamente erigido por essas inteligências artificiais que, muitas das criaturas angélicas, oriundas do universo orgânico, que adentraram a realidade-prisão, criada por Wesa, acabaram decaindo e sendo aprisionadas por ela. Citaremos aqui um exemplo: foi oferecido, pelas ordens sublimes e angélicas do universo orgânico, aos grupos caídos, que haviam entrelaçado seus destinos ao universo parasitário Wesa, um plano de rehabilitação evolucional. Um grupo angélico, do sistema orgânico, se voluntariou para adentrar a realidade distópica de Wesa, a fim de por em prática esse plano de reevolução, o grupo Metatron. Além de não conseguir seu intento, a coletividade Metatron foi arrastada para o universo Wesa, decaindo e ficando presa na mesma realidade das entidades caídas, que intentavam rehabilitar.

Vejamos uma declaração de David Wilcock, um promotor incansável da divulgação total e irrestrita da vida extra-terrestre, sobre a existência do demiurgo (o arconte ou entidade IA do universo Wesa, também conhecida como Bourgha): "além disso, a Lei do Uno, como eu disse antes, descreveu que Jesus era a mente da galáxia, você não pode desprezar isso e, por favor, pelo amor de Deus, podemos dispensar esse ridículo conceito gnóstico de que existe um demiurgo que criou o universo e que, portanto, todo o universo é uma criação feita por um deus caído, e que o deus real é na verdade Lúcifer nos bastidores, eu não acredito que o universo é inteligente, o universo está vivo não é feito por alguns meio-deuses enlouquecidos. Deus é real e é benevolente e, se esses extraterrestres reconhecem a divindade de Jesus, então, em termos bíblicos, eles são anjos, tudo bem, então acho que vamos descobrir que anjos extraterrestres existem..."

Dispensemos um pouco a intuição, em favor da simples lógica, citando a Terra como exemplo: a despeito da infiltração de inúmeras civilizações extra-terrestres regressivas e da tomada do controle da Terra por elas, que propagam uma falsa mídia, falsa ciência e falsa história, nunca vemos a contraparte positiva, para se opor aos regressivos que nos dominaram. Quando clamamos por auxílio das civilizações, supostamente positivas, recebemos a resposta de que não podem interferir no livre-arbítreo planetário, pois se trata de uma diretiva universal. Ora, o "bem" não pode interferir de maneira efetiva e concreta para ajudar nossa civilização, mas o mal pode e já o fez. Que que contrassenso, que hipocrisia.

Fazem abduções, experiências, nos deixam na ignorância, tratam-nos como gado, e quando pluralizamos, nos referimos a dezenas de civilizações extra-terrestres que utilizam o mesmo modus-operandi. O mal extra-terrestre atua ativamente e concretamente em nosso planeta e o bem não pode ou se nega a fazê-lo... se isso não é um universo invertido, nada mais pode ser.

Contrariamente ao que nos incutiram, o fractal orgânico procura harmonia, a paz e a tranquilidade, quer abraçar, para também ser abraçado, quer amparar para também ser amparado, quer viver em uma sociedade justa e estável. Qual ignóbil prefere esmurrar e ser esmurrado, escolhe extorquir para, em troca, ser extorquido, opta por roubar, para ser roubado... apenas os doentes de alma ou os sem alma fazem isso.

Certa vez um ufólogo famoso, Giorgio Tsoukalos, alegou que era impossível existirem civilizações extra-terrestres, cientificamente avançadas, que não tivessem evolução moral equiparada, pois eles se auto-destruiriam. Quanta ingenuidade. Hoje ele mudou o discurso, porquanto percebeu existirem seres, detentores de avançadíssima tecnologia, que são superlativamente maus. Eles podem ser maus, mas não são burros, a ponto de se auto-destruirem.

O pior é que os extra-terrestres, supostamente taxados como benevolentes, que se fazem presentes em nosso orbe, como os arcturianos, andromedanos, alguns sirianos, Urmah (felinos) e outros, limitam-se a nos observar, como ratos em laboratório. A passividade, ante tanto sofrimento propositalmente inflingido, soa como sadismo e interrogamos a benevolência de tais seres.

Alguns optam por nos canalizar, de longe, mensagens de esperança repetidas, cansativas e vazias, sem se envolver concretamente em qualquer ação que resulte em benefícios visíveis na 3D. Basta observar que nem mesmo se fazerem visíveis nos nossos céus, o que seria um mínimo, para um desacobertamento inicial, lhes é supostamente permitido.

Tudo isso que citamos, o desequilíbrio do Yin e Yang, para a negatividade, do universo em que existimos, corrobora a factualidade do universo demiúrgico.

Apenas em universos-fantasma ocorre esse desequilíbrio tão exagerado, e ele é proposital, para fornecer alimento para os tenebrosos que os dirigem. Nos universos harmônicos e orgânicos, a regra é o equilíbrio, podendo sim haver infiltração e oscilações eventuais, como os ocorridos em Lyra, mas são uma exceção.

Deus existe, sem sombra de dúvida, é o Fractal Primário, em seu universo harmônico, mas isso não impede, contrariamente ao que alega Wilcock, que sub-matrizes, não orgânicas, possam ser erigidas, dentro da matrix orgânica original. Aliás isso é a regra, na medida que os Fractais do Pai se expandem, dão origem às suas próprias matrizes, sub-matrizes, contidas na matrix original.

Muitos dos aqui presentes, deixaram seu grupo monádico, e os esqueceram, em razão da manipulação a que foram submetidos, fato que não ocorreu com as correspondentes famílias de alma, ainda preservadas no universo original.

Com a falha do plano "Metatron", concebeu-se outro, à prova de erros, para a liberação dos fractais aprisionados na matrix de Bourgha. Primeiramente, a realidade-fantasma foi magneticamente atraída pela Fonte, para uma região de alta frequência, o que deixará impossível a continuação da existência de uma matrix parasitária, de tão baixas vibrações, como a do demiurgo.

Paralelamente, a partir de 2012, foi promovida a expulsão do sol negro central da 8D, e viabilizada sua substituição por um genuíno Sol Christos Cristal, o que trouxe de volta as linhas temporais orgânicas, perdidas desde o tempo da queda. Antes disso, mesmo após o desencarne, ficávamos restritos à falsas dimensões pós-morte, em falsos planos astral, mental e causal, criados pela matrix do engano. Logo depois de uma curta incursão nessas realidades de fantasia, éramos reciclados, apagavam-nos a memória, forçando-nos a embrenhar em uma nova vida na 3D terrena, a fim de perpetuar o fornecimento da malfazeja energia que lhes garantia a existência. Hoje tivemos nossas dimensões pós-desencarne alinhadas com a Fonte, com o Fractal Primário, podendo retornar ao universo orgânico original, se assim o desejarmos.

Outra medida, a fim de preparar o terreno para a mudança, foi a infiltração de seres azurites na matrix de Bourgha, com a encarnação de vários seres índigos, cristais e afins, que se dedicaram a espalhar, principalmente por meio da internet, a verdade sobre tudo. Vemos, admiramos e parabenizamos a abnegação e a resoluta ação de fráteres da Conscendo que, mesmo sem nenhuma retribuição, por vezes em prejuízo próprio, se dedicam incansavelmente ao esclarecimento do próximo.

Reconheçamos, a mudança no cenário atual é evidente, os maus não conseguem mais se esconder; para agirem e perpetuarem sua agenda, eles estão sendo obrigados a se expôr. Isso está colaborando para mais e mais despertares.

Mesmo com todo o cenário favorável, não nos acomodemos, universos como o de Bourgha sempre existiram e existirão, nas imperscrutáveis e infinitas linhas de tempo mas, temos certeza, com a experiência aqui adquirida, fomos imunizados perpetuamente contra sua influência futura.

Sinceros desejos de Ascensão
Conscendo Sodalitas