A Nova Terra


• Índigos e Cristais


Existem tipos diferentes de seres que habitam a nossa Terra.

Temos os terráqueos nativos, que concretizaram a maior parte de sua etapa humana de desenvolvimento aqui mesmo no planeta. Poucos deles se encontram num estágio de adiantamento suficiente para a libertação do ego, pois ainda encontram-se hipnotizados pela matéria, pelas formas e pelas sensações. A libertação do ego exige desprendimento das coisas materiais e dos conceitos concretos, o domínio do "eu sou" sobre a "personalidade expressa".

Há também um grande número de indivíduos, aqui encarnados, oriundos de outros planetas e sistemas estelares. São seres provenientes principalmente de Sirius, de Orion, Alfa Centauro, Pleiades e de Mundos Subterrâneos da própria Terra. A maioria deles encontra-se ainda inconsciente da sua origem e de seu papel nesses tempos de mudança e precisa ter despertado os seus dons e o seu verdadeiro "eu", seu ego que sobrepujará todas as influências do mal, que agora impera em nossa sociedade.

São chamados de Índigos e Cristais. Os Índigos foram os que se encarnaram primeiramente, principalmente após a década de 60, e 'amorteceram' o campo vibracional para a chegada dos Cristais, seres de evolução superior e mais despertos espiritualmente.

Tanto os Índigos como os Cristais são espíritos que não se encarnam regularmente como a maioria da população terráquea. Enquanto a maioria indivíduos retornam ao plano físico num intervalo de cem a quinhentos anos, eles, os Índigos e Cristais, só se reencarnam a cada dois mil a cinco mil anos.

Encontram-se presentes aos milhares em nossa sociedade com a finalidade de nos ajudar a escolher o lado certo, o lado do bem, nessa etapa crucial da história terrestre, onde o planeta se tornará um membro da federação galáctica de orbes, onde as máscaras que o mal nos impôs serão finalmente tiradas, onde nos libertaremos da matrix que esses senhores do mal nos colocaram.

A verdade sobre a pluraridade de planetas habitados, a maioria dessas sociedades muito mais adiantada do que a nossa própria. A vida no universo é uma regra e não uma exceção.

Foram abertas determinadas portas que permitirão o despertar das faculdades daqueles dispostos à fazê-lo. Quando isso acontece, o indivíduo passa a enxergar o mundo com os olhos do espírito e não da carne. Fica imune à todas as influências do mal, e os raios de sua magnífica aura, passam a reluzir e a espargir seus efeitos benéficos por onde passar.

Você mesmo, simplesmente por se interessar por esse texto, provavelmente pode se tratar de um Índigo e ou de um Cristal. Seja como for, apenas o interesse em cooperar com a falange poderosa do bem, já o coloca em uma posição privilegiada.

Oportunamente falaremos mais sobre os Índigos e Cristais.

Otimismo e Sinceros dejesos de ascensão.

CS