Conscendo Sodalitas

Sociedade Vril - Origens

O conceito do Vril, veio à publico em 1872, por meio do lançamento do livro 'The Comming Race' ('A Raça do Futuro'), de Bulwer Litton.

O livro descreve uma raça avançada, constituída de uma raça nobre, de pele e olhos claros e estatura elevada, denominada Vril-ya, detentora de enormes poderes, pelo fato de dominarem o uso do Vril. O herói do filme acidentalmente descobre um mundo subterrâneo, habitado pelos Vril-ya e que fazem uso do Vril, uma substância energética usada para todos os fins, para curar ou para matar, para contruir ou para destruir. As crianças Vril-ya tinham o Vril mais poderoso, capaz de destruir uma cidade inteira de uma só vez.

No final, os Vril-ya advertem o herói de que tem o poder para destruir ou dominar o mundo, se assim o desejarem, com o uso do Vril.

A Sociedade Vril e, posteriormente, os nazistas, se identificaram sumamente com com a raça Vril-ya e dela adotaram os princípios da 'Supremacia Ariana', sendo também contaminados pelo desejo de dominação mundial, por meio do uso do Vril.

A Sociedade Vril foi fundada em 1918, em um hotel próximo da cidade alemã bávara de Berchtesgaden, sendo denominada de Sociedade Germânica de Metafísica ou Sociedade Vril. Dois membros foram os seus fundadores principais: Rudolf von Sebottendorff e Dietrich Eckhart.

Rudolf von Sebottendorff era um ocultista, alquimista e maçon que havia fundado anteriormente a Sociedade Thule. Usava um pseudônimo pois seu nome verdadeiro era Adam Alfred Rudolf Glauer, um filho de um maquinista; ele mesmo, por motivos desconhecidos havia adotado esse novo nome e agregado a ele um título de nobreza, o de Barão. Posteriormente, de 1942 a 1945, se tornou agente nazista, infiltrado na neutra Istambul, tendo cometido suicídio, pulando no Bósforo, em maio de 1945.

Dietrich Eckhart, um estudante de medicina que não terminou o curso e, posteriormente, se tornou jornalista. Era viciado em morfina e esteve várias vezes internado em sanatórios. Foi o amigo mais próximo de Hitler de 1919 a 1923, quando faleceu. Era um convicto anti-semita e tinha uma personalidade forte e dominadora. Eckhart conheceu Hitler por ocasião de um dos discursos pré-partidários, em 14 de agosto de 1919. Exerceu enorme influência sobre o Führer, incutindo-lhe a ideologia nazista. Era um 'gênio louco', dizia-se profeta, o precursor do salvador da Alemanha e se auto denominava 'João Batista' em referência ao primo de Jesus.

O primeiro contato de Hitler com o ocultismo se deu antes mesmo da Primeira Guerra, quando conheceu Jörg Lanz von Liebenfels, um jornalista e místico que atribuiu a si (a Hitler) uma grande capacidade mediúnica. Liebenfels fundou uma religião denominada Ariosofia, onde exaltava a superioridade ariana; realizava rituais esotéricos na cidade de Carnuntum, na Áustria, local de uma batalha onde os alemães derrotaram os romanos, em tempos idos. Foi idealizador de um conjunto de idéias denominado Theozoologia, que advogava a esterilização dos doentes e das raças inferiores. A partir de 1905, editou o periódico anti-semita 'Ostara', que tinha entre seus leitores assíduos Dietrich Eckhart e Adolf Hitler.

A Sociedade Vril foi realmente um grupo voltado para o mal, com objetivos sinistros, direcionados para a perpetuação materialista, cujos membros praticavam o 'Satanismo Consciente' e seriam os mesmos que, mais tarde, fundariam o Partido Nazista.

Conscendo Sodalitas


Súplica por Gaia

Nós, fráteres da Conscendo, sentímo-nos compelidos a expressar nossos desejos com o mental concreto e detalhar o que o causal suplica em sua pureza abstrata(continua)

Conscendendum

Há milênios, verdades importantíssimas e essenciais vem sendo ocultadas da humanidade. Uma humanidade sofrida, condicionada e hipnotizada pelos falsos valores (continua)

Planeta Conscendo

Existe, nesse mesmo instante, um planeta nos aguardando, um mundo do futuro já moldado pelo poder mental criador do Logos e de todos, que só não nos é acessível, pois ainda (continua)