Planeta Conscendo


• Fauna


(descrita por um habitante da Terra do futuro)


A evolução hominal e a animal estão intimamente ligadas. A primeira tem grande ingerência na segunda.

Assim sendo, o homem primitivo só surgiu após a extinção dos dinossauros, enquanto o homem emocional teve que conviver com animais de menor tamanho e ferocidade, mas mesmo assim que se compunham de carnívoros perigosos e insetos infectos. O homem racional da Terra do futuro convive com animais de índole mais pacífica. As principais feras terrestres e aquáticas de outrora, se extinguiram naturalmente, principalmente após os eventos cataclísmicos que envolveram a população terrena, no princípio do terceiro milênio de nosso calendário.

Amamos e respeitamos verdadeiramente os animais. Sabemos que eles são nossos irmãozinhos mais novos e logo entrarão na linha evolutiva humana. Convivemos pacificamente com todos e procuramos propiciar-lhes ambiente adequado, a fim de incentivar-lhes a individualização, preservando as florestas, que compõem mais de 90% do espaço nas zonas intertropicais. O contato com o homem é imprescindível nesse processo. Quando o animal se torna homem, individualizando-se, seu corpo causal é transferido para outro orbe, compatível com seu estágio evolutivo de homem primitivo, onde fica sob nossa guarda e tutela.

Às vezes intervimos em suas populações, para barrar certos surtos epidêmicos, ou para conter avanços populacionais desmedidos. O último problema é solucionado apenas com medidas anticoncepcionais, jamais pelo extermínio.