Ufognosis

Sirianos de Sírius B

Além dos Reptilianos e dos Grays, existe uma raça de humanos extraterrestres oriunda do sistema estelar Sirius B, que Alex Collier descreve da seguinte forma:

"As culturas em torno de Sirius B têm uma vibração muito controladora. Os Sirianos humanos não se diferenciam fisicamente dos humanos terráqueos e tem a cor da pele variável: alguns são vermelhos, outros beges ou negros. Os planetas em torno de Sírius B são muito áridos, e estão geralmente ocupados por seres reptilianos e por humanos. Suas civilizações estão mais preocupadas com questões materiais, em detrimento dos atributos espirituais".

Preston Nichols afirma ter participado de um projeto clandestino de controle da mente em Montauk (Projeto Montauk), que envolveu vários grupos de extraterrestres. Os humanos de Sirius B, segundo Nichols, desempenharam um papel relevante no fornecimento de tecnologias exóticas para o 'governo oculto da Terra', tais como viagens interdimensionais no tempo. Estão também envolvidos, tanto no Experimento Filadélfia, quanto no Projeto Montauk.

Alex Collier explica o papel deste grupo de extraterrestres no intercâmbio de tecnologia com as agências de segurança nacionais: "os humanos de Sirius B vieram aqui e realmente nos deixaram impressionados; eles são os que inicialmente deram ao nosso governo a tecnologia de Montauk". Esta tecnologia exótica foi fornecida com a finalidade de incentivar as agências de segurança nacionais a desenvolver capacidades militares ofensivas. Esta assistência tecnológica ainda envolveu a pesquisa de armas biológicas, de acordo com Collier, que afirma que "o material biológico que foi adicionado ao vírus Ebola, foi dado ao governo pelo humanos de Sirius B."

De acordo com Daniel Salter, outra testemunha militar, cujo serviço incluiu um longo período de trabalho no Escritório Nacional de Reconhecimento, questões relacionadas à cooperação humana-extraterrestre eram tratadas em uma organização clandestina, na Agência de Segurança Nacional, denominada Advanced Contact Intelligence Organization (ACIO). Informações de uma testemunha anônima foram publicadas em um site popular chamado de Wingmakers, e relatam que a ACIO está cooperando com um consórcio de extraterrestres para desenvolver tecnologias sofisticadas de viagem no tempo; Salter afirma que as informações são precisas. Segundo o site Wingmakers:

"Blank Slate Technology ou BST é um programa de viagem no tempo que permite a re-escrita da história naqueles que são chamados de 'pontos de intervenção'. Pontos de intervenção são os centros de energia causal que originam um grande evento como o desmembramento da União Soviética ou o programa espacial da NASA. BST é a mais avançada tecnologia existente e claramente quem está na posse do BST, pode se defender de qualquer agressor. É a chave da liberdade. Lembrem-se que a ACIO foi a principal organização que estudou as tecnologias extraterrestres e como adaptá-las à sociedade, bem como usá-las em aplicações militares."

Este consórcio de extraterrestres inclui os humanos de Sírius B, que forneceram, durante algum tempo a tecnologia de viagens inter-dimensionais no tempo para o Projeto Montauk, e assistiu os humanos terráqueos na pesquisa de armas biológicas.

Conscendo Sodalitas


Súplica por Gaia

Nós, fráteres da Conscendo, sentímo-nos compelidos a expressar nossos desejos com o mental concreto e detalhar o que o causal suplica em sua pureza abstrata(continua)

Conscendendum

Há milênios, verdades importantíssimas e essenciais vem sendo ocultadas da humanidade. Uma humanidade sofrida, condicionada e hipnotizada pelos falsos valores (continua)

Planeta Conscendo

Existe, nesse mesmo instante, um planeta nos aguardando, um mundo do futuro já moldado pelo poder mental criador do Logos e de todos, que só não nos é acessível, pois ainda (continua)